O professor Marco Silva (UERJ/UNESA) atualizou o conceito de interatividade associando-o com a educação na cibercultura. Sua tese de doutoramento foi adaptada e editada no livro “Sala de aula interativa” – uma leitura indispensável aos ciberdocentes.

Nesse vídeo, Marco apresenta sua perspectiva e nos convida à interatividade.

Se a cibercultura instiga-nos à leitura e a escrita com os meios digitais, o ensino-aprendizado nessa cultura inspira-nos o (re)posicionamento como professores e alunos mediante as nova possibilidades interativas do virtual.

Aqui temos um “marco” para a Educação 2.0. Está ao nosso alcance o rompimento com a barreira exclusiva da transmissão, a horizontalização da prática pedagógica e o benefício da virtualidade com as interfaces digitais. Depende de nós! Aceita o desafio?

Anúncios
comentários
  1. Núbia Malcher disse:

    Adorei o vídeo do Professor Marco Silva, acerca da interatividade na WEb. Parabéns Professor!

  2. Susi disse:

    Olá professor Marco. Gostaria de obter sua opinião sobre os relacionamentos no msn. Será que ocorre uma idealização do outro?

    • Marcinho Lima disse:

      Olá Susi, agradeço a mensagem… Embora tenha percebido que tenha sido enviada para o Marco Silva, arrisco uma resposta para você! Esclareço que apenas utilizei um vídeo do Marco Silva no meu blog, o CIBEREDUCAÇÃO.

      Apesar de não ter muito trânsito na área da Psicologia, que creio ser a área mais adequada para a sua questão proposta quanto ao MSN e a idealização do outro, vou arriscar no que diz respeito à cibercultura.

      Primeiramente registro um ponto quanto a interface. Você fala do MSN, mas existem outros que o reconfiguraram… Skype, Google Talk, Mensageiro Yahoo, o próprio Facebook etc. Ou seja, o modus operandi da comunicação no virtual se diversificou… e com essa diversificação a liberação da emissão (Lemos e Lévy, 2010) se expandiu ainda mais. Esse é um ponto. Passamos a ter um diferencial nas formas e suporte para as comunicações, nunca visto anteriormente na história da humanidade. A internet é uma rede, de pessoas (que se comunicam, constroem em conjunto, amam e odeiam…).

      Tendo dito isso vamos a questão da idealização do outro. Volto a dizer que é uma questão da Psicologia, mas vou abordar sucintamente com alguns “fundamentos” da cibercultura. A cibercultura revela como um de seus principais pressupostos o processo de virtualização, que encontra em Lévy (1996; 1999) uma base conceitual. O autor defende a virtualização como uma dinâmica fecunda, potencializadora de realizações e que permite novas formas de criação – e eu acrescentaria para o caso: de relação com o outro. Lévy Indica a etimologia do termo “virtual” a partir do latim virtualis, que é derivante de virtus: força, potência. Assim, quando uma entidade é virtualizada iniciam-se processos de sua atualização ou reconfiguração, o que pode ser compreendido como um movimento de complexificação e expansão de possibilidades. Aqui temos uma hipótese para sua questão: a potencialização oferecida pelo virtual pode oferecer desdobramentos no processo de idealização do outro.

      Isso é uma questão para uma pesquisa mais aprofundada, que envolveria como base a cibercultura e a Psicologia. Tens ai uma boa oportunidade de aprofundamento, ok?

      Desejo sucesso! Abraços!

      Obras citadas

      LEMOS, Andre; LÉVY, Pierre. O futuro da Internet: Em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, 2010.

      LÉVY, Pierre. O que é o virtual. São Paulo: Editora 34, 1996.

      LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

      Marcinho Lima
      http://www.marcinholima.com.br
      https://cibereducacao.wordpress.com

  3. Susi disse:

    Oi Marcinho! Ok, muito obrigada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s